Caminhos da Fotografia no Terceiro Milênio

com Pedro Karp Vasquez

A proposta deste curso é a de analisar em profundidade nossa “civilização do olhar”, tomando como ponto de partida o impacto causado pelo advento das tecnologias de base digital sobre a fotografia clássica. Ocorrência que transformou todos os ramos da atividade fotográfica, em particular aqueles mais corriqueiros e evidentes para o grande público, tal como o fotojornalismo, a fotografia publicitária, os editoriais de moda e a fotografia vernacular (entendida aqui como a produção amadora).

PROGRAMA DO CURSO
1. A Fotografia Clássica e o advento da Imagem Digital

2. O Retrato como janela da alma e afirmação do próprio ser

3. O horizonte inconsútil da Fotografia de Paisagem

4. Cidade e Fotografia: influências e confluências recíprocas

5. Quietude e desassossego: o cotidiano visto pela Street Photography

6. Fotografia e História e registros do ideal de progresso

7. Arte e Fotografia: estranhamentos e parcerias

Pedro Karp Vasquez é escritor, fotógrafo e curador, autor de 27 livros. Formado em Cinema pela Université de la Sorbonne, é mestre em Ciência da Arte pela Universidade Federal Fluminense, e trabalha como editor de não ficção na Editora Rocco. Como administrador cultural, foi responsável pela criação do Instituto Nacional da Fotografia da Funarte, assim como do Departamento de Fotografia, Vídeo & Novas Tecnologias do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro; tendo sido também diretor do Solar do Jambeiro.


DETALHAMENTO DOS TEMAS

A Fotografia Clássica e o advento da Imagem Digital O que mudou no fazer fotográfico e na circulação de imagens em virtude do surgimento das novas tecnologias de matriz digital.

O Retrato como janela da alma e afirmação do próprio ser Uma visão panorâmica do mais popular tema fotográfico de todos os tempos, dos estúdios profissionais do século XIX às selfies.

O horizonte inconsútil da Fotografia de Paisagem Do reconhecimento topográfico da paisagem e da exaltação da natureza aos horizontes imaginários da imagem digital.

Cidade e Fotografia: influências e confluências recíprocas Como a fotografia se firmou como uma “janela para o mundo”, difusora de rincões longínquos e arquiteturas diversas e, neste processo, passou a influenciar a arquitetura e o urbanismo.

Quietude e desassossego: o cotidiano visto pela Street Photography A fotografia como crônica visual do dia a dia, funcionando como espelho de uma sociedade, em paralelo à visão jornalística que privilegia os fatos e os eventos de interesse coletivo.

Fotografia e História e registros do ideal de progresso A fotografia como “testemunha ocular da história” e como parceira e transformadora das relações de trabalho.

Arte e Fotografia: estranhamentos e parcerias A Fotografia como meio de expressão artística e sua inserção gradativa no circuito tradicional das artes plásticas.

 

Aulas
Sábados 9, 16, 23 e 30 de novembro, de 10h às 12h30.

Local
Paço Imperial – Sala dos Archeiros

Informações e inscrições
escolasemsitio@gmail.com | 21 2215-2093 2215-2403

 

 

Paço Imperial
Praça XV de Novembro, 48
Centro - Rio de Janeiro
55 21 2215 2093
 
De terça a domingo, das 12 às 19h
Entrada Franca

Bistrô do Paço
De segunda a sexta, das 11h às 19h30
Sábados, domingos e feriados, das 12h às 19h
 
Restaurante Arlequim
De segunda a sexta, das 10h às 20h
Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h