Histórico e Missão

Situado no corredor cultural do Rio de Janeiro, o Paço Imperial é um raro exemplo de monumento histórico que, em diferentes momentos, foi palco de importantes acontecimentos de nossa história.

Antiga residência do governador e do Vice-Rei no século XVIII, o Paço Imperial no Rio de Janeiro foi o centro das movimentações políticas e sociais da época, registrando importantes fatos históricos do Brasil Colônia, Real e Imperial. Entre eles, o Dia do Fico, a Abolição da Escravidão e a Proclamação da Independência do Brasil. Em 1808, com a vinda de Dom João VI, o local passou a se chamar Paço Real e recebeu o atual nome em 1822, com Pedro I e Pedro II, até a Proclamação da República, em 1889.

Em 1938, o Paço Imperial foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) / Ministério da Cultura e em 1985, depois de restaurado, tornou-se um centro cultural vinculado ao IPHAN. Mais do que um museu, o Paço Imperial é um espaço voltado para a pesquisa e a produção de conteúdo e para o mapeamento, o incentivo e a difusão de manifestações artísticas e intelectuais.

Atualmente, é um espaço multicultural com programação de artes visuais, artes cênicas, música, seminários e serviços de lojas e restaurantes. O local abriga também a Biblioteca Paulo Santos, originária do acervo particular do arquiteto e historiador. A Biblioteca conta com cerca de oito mil volumes e 250 títulos de periódicos, além de obras raras dos séculos XVI a XVIII sobre arquitetura, engenharia e literatura brasileira e portuguesa.

No Paço Imperial, as expressões do mundo atual dialogam com as referências do passado, convidando o visitante a passear pelos tempos. Sua programação diversificada inclui exposições de artes visuais, arquitetura e design, espetáculos de artes cênicas, concertos musicais, seminários e palestras.

Programa de exposições
Durante o ano exposições de grande, médio e pequeno porte são concebidas por curadores convidados ou pela direção da Instituição. O programa de exposições, espetáculos e concertos do Paço Imperial é avaliado por uma Comissão de Programação composta por quatro profissionais da área da cultura com notória experiência e afinidade com a Instituição: Carlos Vergara, Luiz Áquila, Marcelo Campos e Marisa Flórido Cesar.

Seminários, colóquios e palestras
Ciclos de palestras com convidados nacionais e internacionais – curadores, artistas e pesquisadores abordam questões relacionadas aos temas e conteúdos das exposições ou à teoria e prática relacionadas com a história e crítica de arte, arquitetura, design, etc.

Acessibilidade e Democratização de Acesso
O Paço Imperial não cobra ingressos e oferece acessibilidade para idosos e portadores de deficiência física com rampas nos principais acessos, elevador e escadas que atendem às salas expositivas e banheiros.

Programa Educativo
O Paço Imperial promove, juntamente com seus parceiros, um consistente programa educativo visando o atendimento a visitantes e escolas da rede pública e privada por monitores especialmente capacitados para atuar junto aos mais diversos públicos.

Em 2016, o Paço Imperial foi contemplado pelo Edital Fomento Cidade Olímpica, uma realização da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. Tal Edital possibilitou a implantação de um sistema de comunicação com seu público por meio de um audioguia bilíngue (português e inglês) e um aplicativo também bilíngue disponível na plataforma Android.

Ao mesmo tempo, o Paço realiza Oficinas de Capacitação visando a formação de profissionais especializados nas áreas de monitoria, museologia, montagem e iluminação de exposições, entre outras atividades, possibilitando a estudantes e estagiários de outras instituições o acompanhamento das etapas necessárias à produção e realização de uma programação cultural.

Paço Imperial
Praça XV de Novembro, 48
Centro - Rio de Janeiro
55 21 2215 2093
 
De terça a domingo, das 12 às 19h
Entrada Franca

Bistrô do Paço
De segunda a sexta, das 11h às 19h30
Sábados, domingos e feriados, das 12h às 19h
 
Restaurante Arlequim
De segunda a sexta, das 10h às 20h
Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h